Categoria

Pensamentos da Mãe

Preciso de dormir, filha

Tu não compreendes, filha. Quando eu te digo que preciso de dormir, eu não penso em mim. Eu gostava de ser melhor mãe sabes? Gostava de ter mais energia, de ter mais força, gostava de me conseguir lembrar das coisas… Continuar a ler →

Os meus filhos sujam-se!

Olho para eles e vejo felicidade. Andam sempre sujos. Acabo de os vestir e quando olho já se conseguiram sujar com qualquer coisa. Porquê? Porque comem sozinhos. Porque pintam com marcadores e tintas. Porque andam no chão à vontade. Porque… Continuar a ler →

Para ti, Laura

Por seres a segunda, eu já sabia. Sabia que o tempo passa rápido. Sabia que aquele momento em que te colocam em cima do meu peito, quentinha, com aquele cheiro único, fica cravado para sempre em nós. Prometi aproveitar-te ao… Continuar a ler →

Maternidade descomplicada

Não sei exatamente quando, mas a determinada altura, deixei de ser a mãe que era. Somos sempre um bocadinho a mãe que nos ensinaram a ser. A mãe que nos dizem para ser. Seguimos todos os passos, a compra do… Continuar a ler →

5 coisas que não sabem sobre mim

Existem, provavelmente, muitas mais. É impossível que me conheçam totalmente através do blog, daquilo que escrevo e escolho partilhar. Hoje vão conhecer um bocadinho mais! ❤️ Estou sempre a duvidar de mim. Acham-me comunicativa, mas normalmente eu morro de vergonha… Continuar a ler →

A mãe sugere #11 – livros da biblioteca

Já partilhei várias vezes as nossas idas à Bebeteca da Biblioteca Municipal de Ilhavo. Um espaço espectacular para os mais novos com centenas de livros, DVDs, jogos e inúmeras actividades. Há todos os dias a hora do conto para os… Continuar a ler →

Está a acabar o prazo, a minha filha atingiu a maioridade.

Há um prazo socialmente aceitável para sermos aquela mãe que está em casa, aquela mãe que amamenta sempre e em toda a parte, aquela mãe que não deixa os filhos para ir a lado algum. Não tem mal ser-se diferente… Continuar a ler →

Quase um

11 meses de Laura. Duas mãos cheias já não chegam, minha Laurinha. Cresceste tanto e tão rápido e eu sei que ainda não perdi um único segundo da tua vida. 11 meses de amor a dobrar, de uma casa mais… Continuar a ler →

Finais de dia com outro sabor

Estar em casa com a Laura também tem (ainda mais) esta vantagem. Poder ir buscar o Gui cedíssimo à pré e aproveitar bem os finais de dia. Implica que eu me despache mais ao longo do dia, que adiante o… Continuar a ler →

Disse-lhes o que era o amor

Eu também não sabia. Não sabia que se podia amar sem ver. Sem tocar. Sem sentir. Sem cheirar. Primeiro em sonhos. Nas noites de insónias. Depois na ansiedade de conhecer. Um dia vem tudo. Sem avisos. Um dia cai-nos no… Continuar a ler →

© 2017 No Colo da Mãe

Up ↑